Segue EU xD!

quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

O Mestre das Visões

 E eu vi tudo, ou talvez não tenha visto quase nada, pois não vi o começo e não vi o fim, não conheci O Tempo “O Antigo dos antigos” e nem seu irmão A Morte. Simplesmente abri os olhos e percebi que estava vivo parado no meio do espaço vendo uma estrela pulsar e seu calor arder meus olhos e me fazer derramar minhas primeiras lagrimas forçadas.

 Eu vejo um titã, e sua idade incalculável, criando Sois a partir de substancias gasosas. Ele me disse que um Deus o pediu para iluminar todo o seu universo para que suas criações não vivessem na total escuridão. Lembro-me desse Deus, estava lutando contra os antigos que também eram deuses em seus universos, Eu vi exércitos de guerreiros alados, eu vi os sete generais e filhos desse Deus liderando esses exércitos e vi do outro lado O Caos, imponente, com olhos que sugavam a vida e a luz, e a Horda que o seguia.

 Eu vi o primeiro espelho d'água refletir a luz do Sol e o voo de uma criatura tão antiga quanto os titãs formar ondas mergulhando na água. Eu vi dragões em fúria lutando um contra o outro pela soberania absoluta dos céus e vi um guerreiro farto de tanta raiva e destruição lutar sozinho contra eles. Vi os homens avançando e os vi destruindo a si próprios para conseguir a soberania absoluta, de nada... Eu não conseguia ENXERGAR o porquê de tanta destruição entre irmãos, eu NÃO VIA o que eles queriam o que procuravam. Essa foi a minha primeira frustração como um observador... Eu não consegui ver.

 Eu vi a vida de um detetive ameaçado com loucura e morte e pássaros que se comportavam como deuses matando e gozando do poder que exerciam sobre os humanos.  Acompanhei tudo o que aconteceu e sorri ao ver o desfecho do caso, essa foi a primeira vez que sorri, a primeira vez que me vi sorrindo e nunca mais me esquecerei de como fazê-lo, pois é muito bom.

 Aprendi há driblar o tempo e avancei para o futuro e vi a Terra em silencio, toda apagada e não vi ninguém, já estava a ponto de olhar para outro lugar quando achei um homem o ultimo de sua espécie, o Ultimo... E ele chorava, estava cansado e triste, pois estava só.

 Fui a dimensões paralelas e vi novamente a destruição, mas dessa vez com humanos para sofrer com seus atos, em um mundo envenenado e sem perspectivas, onde uma garota curiosa tinha um destino GRANDIOSO de salvar a humanidade, eu presenciei a Entropia Negativa, foi o acontecimento mais lindo que meus olhos poderiam gravar. Quando menos percebi havia voltado ao presente e lagrimas de alegria caiam do meu rosto, as primeiras.

Recompus-me e procurei outra coisa para olhar, pois o tempo continua e há muito o que aprender.

Créditos da Imagem por NegativeFeedBack
Link - Engel Foresight

Nenhum comentário:

Postar um comentário